16
Mar 08

Ao blogar o último post dei por mim a pensar  na questão intricada que é esta janela aberta.

Acaba por ser tudo muito tu -cá-tu-lá com a nossa consciência.

Mesmo quando se julga que estamos/somos muito fechados, muito senhores do nosso íntimo.

Mesmo sem as apresentações formais - quando as há elas serão sempre muito incompletas ! - elas ficam sempre registadas naquilo que escrevemos, no que apresentamos, no que comentámos...

Pois é! Janela escancarada...

Relendo "A história de Murasaki" aí está em pequenos, belos "haikus"

todo um ser em toda a sua força espiritual. A partir desses espantosos poemas Lisa Dalby estende a história de Murasaki por cerca de cinco centenas de páginas... Uma vida aí exposta!

Espreitem só este:

"Mil fios de cabelo preto, emaranhado - como eles estão os meus pensamentos, confusos e enredados"

publicado por velhoscotaseafins às 19:33
sinto-me: na tarde de domingo
música: só o som da brisa na buganvília

É isso aí, amigo... Uma janela escancarada, que sempre é insuficiente, por mais palavras que usemos, para expormo-nos de fato... Quando percebemos, há muito de nós, mas nunca o suficiente para conhecerem o que somos ou sentimos...

abração, amigo!
Crisálida a 17 de Março de 2008 às 12:12

Teste
jonasnuts a 19 de Março de 2008 às 18:37

Março 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
13

17
18
20
22

23
24
25
26
27
28

30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos
Os Afins
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO